UTILIDADES - Minuto Maçônico

64 - ÁGAPE

1º - Do grego agapê, amor. Nome que na Igreja primitiva era dado à refeição que os cristãos faziam em comum, em comemoração da ceia de Jesus Cristo com seus discípulos e na qual se davam, mutuamente, o ósculo da paz e da fraternidade.
2º - No início, em Jerusalém, os ágapes se realizavam todas as noites, mas posteriormente, foram reservados para os domingos. A eles assistiam os homens de todas as classes e cada um contribuía de acordo com os seus meios, pagando os ricos a parte dos pobres.
3º - Em Maçonaria, este nome é muitas vezes utilizado para indicar o banquete, ou refeição ritualística que, obrigatoriamente, se segue aos trabalhos da Loja. Simboliza a recreação em comum, merecida depois do trabalho, e é presidida pelo Venerável.
4º - No Brasil, o banquete é obrigatório apenas nas festas da Ordem, e particularmente depois de uma iniciação, elevação ou exaltação, ou ainda, nos graus capitulares.
5º - Hoje arrumamos um termo composto para essa comemoração: Copo-D'água. Cabe a cada um, o manter-se sóbrio o suficiente para não fazer coisas que provavelmente venha a se arrepender.


Lembre-se,

MAÇONARIA ALEGRE E CRIATIVA DEPENDE DE VOCÊ

(saber - querer - ousar - calar)

Rui Tinoco de Figueiredo - MM
ARLS 8 DE DEZEMBRO - 2285
GOSP/GOB Guarulhos - S.Paulo

Agenda de Reuniões

Jornal "O Cruzado"

Área Restrita

Esqueceu a senha?

Patrocinadores